Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 2390
Italy 0
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2660
France 6077
Spain 1063
Ireland 0
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Madeira: Net para vigiar a dengue

Madeira: Net para vigiar a dengue

O Governo Regional da Madeira vai utilizar a Internet no combate ao mosquito Aedes aegypti (vector) e na prevenção da dengue no arquipélago, anunciou terça-feira a vice-presidente do Instituto de Administração da Saúde (Iasaude), Ana Clara Silva.

A Secretaria Regional dos Assuntos Sociais apresentou o "Plano de Ação para o Dengue", que apela à colaboração da população e dos organismos na vigilância e na prevenção.

"Está pensado poder introduzir uma ferramenta em ambiente web em que a própria população começa a fazer o seu registo de que está picado ou conhece aglomerados de mosquitos para que nós consigamos ampliar a nossa informação acerca da possibilidade de termos mosquitos fora das redes de monitorização, para conseguirmos ir lá investigar e limitar e, se for possível, introduzir medidas de controlo químico, bioquímico ou larvicida", revelou Ana Clara Silva.

A ideia é promissora. A utilização da Internet para a monitorização da dengue, através da participação dos cidadãos tem sido desenvolvida com sucesso, desde há dois anos, na metrópole de Salvador da Baía, no Brasil. O projeto chama-se ‘Dengue na Web’ (www.denguenaweb.org) e é o resultado de uma parceria entre o Gripenet (Instituto Gulbenkian de Ciência) e investigadores da Unidade Federal da Baía, envolvendo as autoridades de saúde pública do Estado e da Cidade.

O objectivo é, através de questionários de sintomas on-line e de descrição do ambiente urbano (pontos de água parada, etc), medir a intensidade da epidemia da febre de dengue em tempo real, bem como geo-referenciar os locais onde estão a ocorrer surtos, para intervenção sanitária rápida.

Com Lusa

21 de March de 2013 às 22:00