Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 2390
Italy 0
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2660
France 6077
Spain 1063
Ireland 0
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Na pista de infecções ‘virtuais’

Na pista de infecções ‘virtuais’

O que parecia mais uma inocente festa de aniversário, acaba com os participantes a sofrerem de diarreia, vómitos e dores de estômago. Que agente patogénico provocou o surto? Como? É preciso um ‘detective de epidemias’. ‘Aceitas o desafio?’, pergunta-se no ecrã do ‘smarphone’. E há mais desafios como este, no "Solve the Outbreak".

É assim numa aplicação gratuita para iPad, que permite ‘resolver’ eventuais surtos epidémicos, de forma lúdica, mas que imita a realidade. Desenvolvida pelos muito sérios Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) norte-americanos, esta aplicação é o seu mais recente esforço para disponibilizar aplicações móveis que eduquem os cidadãos sobre questões de saúde pública.

A experiência imita a dos agentes da agência de saúde pública, o que permite ao utilizador analisar evidências sobre surtos e tomar decisões difíceis. Perante um dado cenário, coloca-se a cidade de quarentena? Pedem-se mais análises laboratoriais? O que se pergunta aos doentes?

Os jogadores ganham pontos por cada pista certa, e as melhores e mais rápidas respostas evitam a propagação da doença e salvam vidas. A aplicação está integrada com as redes sociais, permitindo partilhar a pontuação no Facebook e no Twitter.

Os CDC esperam que esta abordagem por via dos jogos digitais chegue aos adolescentes e jovens adultos, além de ‘nerds’ de saúde pública de todas as idades, e contribua para a sensibilização sobre a propagação de doenças infecciosas.

21 de March de 2013 às 21:59