Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 2390
Italy 0
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2660
France 0
Spain 1063
Ireland 0
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Vitamina C e as constipações

Vitamina C e as constipações

Em mais uma tentativa para chegar a uma conclusão final sobre um dos mais debatidos assuntos em saúde (a eficácia do uso da vitamina C), Harri Hemila e Elizabeth Chalker, investigadores da Universidade de Helsínquia, Finlândia, analisaram os melhores e mais recentes estudos sobre o assunto.

E concluíram que a vitamina C parece ser particularmente benéfica para as pessoas sob forte stress físico. E também parece funcionar melhor para homens que para mulheres, e mais para crianças do que para adultos.

Em cinco estudos amostrais envolvendo participantes com stress físico de curto prazo, a vitamina C reduziu para metade a incidência da constipação comum.

Três dos estudos analisaram maratonistas, um estudou crianças de escolas suíças numa estação de esqui, e um outro estudou soldados canadianos durante um exercício de Inverno. Além disso, noutro estudo recente, realizado com nadadores adolescentes em competições, a vitamina C baixou para metade a duração das constipações, nos participantes do sexo masculino, embora a vitamina não tenha tido efeito nos de sexo feminino.

Doses regulares de vitamina C (de um grama por dia ou mais) reduziram a duração média das constipações em adultos em 8%, e em 18% entre as crianças.

Embora estes resultados mostrem, de forma inequívoca, que a vitamina C tem um efeito biológico durante as constipações, tomar vitamina C todos os dias para evitar as gripes esporádicas (provocadas por vírus Influenza) não parece ser eficaz.

Os estudos em que a vitamina C só foi administrada após os primeiros sintomas de uma constipação ainda são escassos, e os seus resultados não são consistentes. Ou seja, o assunto vitamina C versus gripes e resfriados está longe de ter uma palavra final.

Existem mais de 200 vírus que podem causar os sintomas comuns de uma constipação, incluindo corrimento nasal, congestão, espirros, dor de garganta, tosse e olhos, por vezes, febre (não muito alta), dor de cabeça. Os sintomas variam de pessoa para pessoa. A constipação comum é geralmente causada por um vírus respiratório, pelo que os antibióticos são inúteis e, portanto, outras opções de tratamento são de interesse substancial de saúde pública. A vitamina C tem sido proposta para o tratamento de infecções respiratórias, desde que foi isolada em 1930.

12 de March de 2013 às 21:32