Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 2385
Italy 5492
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2651
France 9437
Spain 1063
Ireland 262
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

H7N9: vacinas promissoras

H7N9: vacinas promissoras

As primeiras experiências em humanos de uma vacina contra uma estirpe letal do vírus da gripe das aves (H7N9), através de uma tecnologia inovadora que poderia fabricar milhões de doses muito rapidamente, terão produzido anticorpos protetores na maioria dos receptores.

Segundo anunciaram, separadamente, a farmacêutica suíça Novartis e a Novavax, companhia de biotecnologia com sede em Rockville, no Estado norte-americano de Maryland, houve resultados encorajadores em experiências no seu primeiro estágio para vacinas.

Detalhes da vacina da Novavax foram publicados online no New England Journal of Medicine dia 13 de Novembro, enquanto a Novartis apresentou os seus resultados positivos no dia seguinte.

«São resultados muito semelhantes, mas parece que, pela primeira vez, poderemos ter uma vacina que agiria contra um surto» [de gripe aviária], disse Robin Robinson, diretor da Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa Biomédica Avançada, a agência federal dos EUA encarregue de promover medidas de contenção em casos de emergências de saúde pública. «Temos uma vacina promissora quando antes não tínhamos nada», disse Robinson.

A estirpe H7N9 da gripe aviária surgiu no Inverno passado, na China. Registaram-se 45 mortes em 137 casos confirmados, até o final de Outubro deste ano, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Casos e mortes, frequentemente por pneumonia grave associada, tiveram um pico em Março e Abril. Mas especialistas em saúde pública temem que o vírus possa voltar em força nesta estação. Não houve casos confirmados na China em Agosto e Setembro, mas foram registados quatro desde o início de Outubro.

Uma taxa de mortalidade de um terço sugere que o vírus é altamente letal.

A OMS diz que atualmente «não há indicação» de que o vírus seja transmitido de pessoa para pessoa, por isso, não se tornaria uma pandemia. Mas qualquer subtipo de vírus Influenza pode sofrer uma rápida mutação genética que o torne transmissível entre humanos.

18 de November de 2013 às 15:39