Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1877
Italy 5195
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2597
France 12202
Spain 1058
Ireland 262
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Canadá torna obrigatória declaração da gripe aviária

Canadá torna obrigatória declaração da gripe aviária

O receio de que estirpes relativamente inofensivas do vírus da gripe aviária possam sofrer uma mutação para uma variante mais agressiva, ou dar pretexto a outros países para bloquearem a importação de carne canadiana, levaram o Canadá a declarar qualquer caso de gripe aviária como de comunicação compulsiva.

 A Agência Canadiana de Inspecção de Alimentos (CFIA, na sigla inglesa) disse, na quarta-feira, que vai agora aplicar a declaração obrigatória para os relativamente comuns vírus de baixa patogenicidade dos sub-tipos H5 e H7 da gripe aviária, que causam poucos ou nenhuns sinais visíveis de doença em aves infectadas.

A comunicação obrigatória - que já se aplica a tipos altamente patogénicos de vírus que causam doenças graves e mortes em aves, e para doenças de alto perfil de gado como a BSE, scrapie e antraz - exige que todos os casos suspeitos ou confirmados de H5 e H7 sejam comunicados à CFIA.

 Do ponto de vista do produtor avícola, a notificação compulsória significa que se os agricultores não declararem casos suspeitos, poderão ver negada a compensação para os animais abatidos ou por custos que decorram por surto da doença.

O mais grave surto de gripe aviária, no Canadá, em aves domésticas, registou-se em 2004, em Fraser Valley BC, onde causou perdas económicas estimadas em mais de 300 milhões de dólares. Casos isolados de estirpes de baixa patogeneceidade, por comparação, são relatados no Canadá desde 1960. Surto mais recente deste tipo de vírus foi uma estirpe H5N2 em algumas fazendas na região de Manitoba Interlake Sul, em Novembro de 2010.

22 de April de 2012 às 06:44