Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1877
Italy 5195
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2597
France 12202
Spain 1058
Ireland 262
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

França deve ter vacina por spray nasal em 2013

França deve ter vacina por spray nasal em 2013

Uma boa notícia para as crianças com medo de agulhas – pelo menos as crianças francesas. O Conselho Superior de Saúde Pública (HCSP, na sigla francesa) emitiu esta semana a autorização de comercialização de uma vacina contra a gripe que é administrada por via nasal. No entanto, não chegará a tempo da próxima estação gripal, devido a ... problemas de embalagem.

Os especialistas do HCSP deram luz verde à vacina Fluenz ®, por ocasião da revisão do calendário de imunização. Este tipo de vacina, que é administrado por via nasal, é utilizado nos EUA desde 2003. Esta vacina, de acordo com o instituto de vigilância sanitária, destina-se a cobrir o défice de vacinação de crianças em risco. Com efeito, estudos clínicos demonstraram que este tipo de vacina é mais eficaz do que as vacinas convencionais em crianças mais novas. Esta vacina contra a gripe por via nasal é uma vacina atenuada, em contraste com as vacinas convencionais, que são inactivadas. A sua eficácia nos mais jovens atinge os 80% contra 50% das vacinas da gripe convencionais, administrados por injecção. Destina-se principalmente a crianças entre 2 a 17 anos de idade, que sofrem de doenças e insuficiência respiratória crónica e malformações do trato e órgãos respiratórios. É a primeira vacina por spray nasal a ser aprovada na Europa (pela Comissão europeia, a 1 de Fevereiro de 2011).

Mas se as autoridades de saúde francesas pretendiam disponibilizar a nova vacina já no próximo Outono, acontece que vai demorar um pouco mais. Jean-Yves Maire, porta-voz da AstraZeneca (laboratório que comercializa a Fluenz ®), anunciou que este prazo não pode ser cumprido. A causa: um problema de embalagem. Nos EUA, uma caixa de 10 doses de vacina é entregue aos médicos, que se encarregam de a distribuir por unidade aos pacientes. Porém, em França, esta embalagem não pode ser utilizada desta forma, porque a legislação atribui o direito exclusivo de vender fármacos aos farmacêuticos, que não estão autorizados a abrir as caixas de medicamentos para o retalho. Outro problema é o tempo de antecedência que leva para encomendar uma vacina. Estes dois problemas, em conjunto, impedem a disponibilidade de vacina para a estação de 2012/13.

A vacina actua sobre a imunidade da mucosa e causa reacções semelhantes aos da gripe, pelo que não é recomendado para crianças menores de 2 anos, mulheres grávidas e pessoas que sofrem de supressão imunológica. Assim, as pessoas em processo de quimioterapia, que aguardam um transplante e os que estão submetidos a tratamento contra a rejeição após o transplante não devem usá-la.

Nota sobre a aprovação da vacina pela CE: http://www.astrazeneca.com/Media/Press-releases/Article/AstraZeneca-approves-nasal-spray-vaccine-Fluenz-for-flu


15 de April de 2012 às 12:14