Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1125
Italy 4864
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1365
France 0
Spain 1035
Ireland 3
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Chegou a vigilância sazonal da gripe para a época 2019/20, e o Gripenet também!

Ajude-nos a monitorizar a epidemia da gripe, em tempo real. Se ainda não é voluntário, registe-se aqui.

Basta ter e-mail e residir em Portugal. Convide os seus amigos e familiares. Após inscrição, basta preencher um questionário de perfil e um questionário de sintomas, que receberá semanalmente sob a forma de newsletter. 

Alie-se a esta causa de cidadania.

Todos juntos vamos ajudar a vencer mais esta batalha contra a gripe sazonal! 

Gripenet: a monitorizar gripe desde 2005!

Gripenet

Desde 2005, mais de 24 000 voluntários participaram no Gripenet, a quem se deve o sucesso deste projecto de Ciência Cidadã. Desenvolvido por investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência, o Gripenet passou a ser coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge em 2015. 
Durante o seu decurso, o Gripenet foi co-fundador da rede europeia Influenzanet, que conta com dez países participantes. Sistemas semelhantes de monitorização participativa da gripe através da internet foram posteriormente adoptados no México, Estados Unidos, e Austrália, evidenciando a importância destes sistemas para a monitorização da saúde pública ao nível nacional e internacional.

Obrigado a todos os participantes!


Notícias

Dia Europeu dos Antibióticos e Semana Mundial dos Antibióticos

Dia Europeu dos Antibióticos e Semana Mundial dos Antibióticos A 18 de novembro celebra-se o Dia Europeu dos Antibióticos, promovido pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), bem como a Semana Mundial dos Antibióticos (18 a 24 de novembro) em parceria entre a Organização Mundial de Saúde e o ECDC. Ler mais...


Gripenet no 2.º Encontro Nacional de Ciência Cidadã

Gripenet no 2.º Encontro Nacional de Ciência Cidadã Além da mesa redonda sobre o “Panorama da Ciência Cidadã em Portugal”, em que se falou das diversas iniciativas e potencialidades, foi também apresentado um poster sobre os dados da época de Gripe 2018/19 obtidos pelo Gripenet. Houve ainda oportunidade para a apresentação da plataforma Gripenet, prestes a começar a época de vigilância, na perspetiva de recrutar mais participantes. Ler mais...


Direção-Geral da Saúde lança nova Plataforma da Mortalidade

Direção-Geral da Saúde lança nova Plataforma da Mortalidade A Direção-Geral da Saúde lançou a “Plataforma da Mortalidade”, que centraliza informação sobre os óbitos em Portugal, possibilitando cruzar dados que respondam a perguntas como “do que se morre mais em Portugal”. Ler mais...


[Notícias anteriores]

Twitter